Archive for the ‘desconcertos’ Category

contra

15/02/2011

O meu comportamento

está por vezes em contradição

com o conteúdo do meu discurso!

 

 

aqui

14/01/2011

Se,

 no entanto,

 alguém vier espreitar aqui,

não sabe que está tudo às avessas!

 

toile

13/01/2011

 

 

 Une toile d´araignée immense…

qui se resserre à mon tour…

qui m´écrase et qui m´étouffe…

 

 

 

 

opaco

23/01/2009

mim1

Não me entendo sobre MIM…

Não me entendo entre MIM…

Será que abandonar a minha história é erro que mata ?

A sensação de fracasso desanima !

Tudo acaba precisamente onde começou…

Estou dividida entre MIM !

Divergências…

Ressentimentos…

Esta aparência de solidez é pura atitude defensiva !

NÃO…

09/06/2008

Tendências de AUTO-DESTRUIÇÃO !

Viagens inacreditáveis

Futuro em ebulição

” Transformo-me em merda.

Apenas restam os ossos que riem!”

Metem-me nojo… ” Aguenta que a vida é fodida “

Onde ía eu?  Ah, sim! Há uma coisa impossível ao olho do cú: -VER-

CÉREBRO ATROFIADO QUE DEIXA DE COMANDAR. UIVO DE RAIVA!

O emissor não é um ser HUMANO…

 

 

 

 

EGOÍSMO

19/05/2008

JÁ VI TANTAS COISAS AO LONGO DA MINHA VIDA…

E NÃO TENHO CONSELHOS PARA DAR…

NÃO ENCONTRO VERDADES…

RECEBO E NÃO DOU NADA EM TROCA…

SIM… SOU EGOÍSTA !

ACHO QUE TUDO ME É DEVIDO !

 FICO TRISTE…

sem título

07/05/2008

 

 

 

 

 

   -DESCULPA-ME !

 ESTA NOITE ESTAVA TANTO FRIO !

     TALVEZ TENHAS RAZÃO !

                                           

 MAS DE MOMENTO SOU INCAPAZ DE ME ARRASTAR ATÉ CASA,

               DE TAL MODO ESTOU EXAUSTA…

 

 

 

sonho

26/04/2008

 

      RESPIREI FUNDO

     FECHEI OS OLHOS

      E ABRI AS MÃOS !

Tive vontade de fumar um cigarro e de repente o sono surpreendeu-me brutalmente

e desci ao BURACO sombrio do SONHO da minha infância !

Sonho obsessivo, repetitivo até á exaustão…

 

apenas

23/04/2008

ESTOU VAZIA DE QUALQUER IDEIA!

Este estado não se manifesta apenas no desaparecimento de toda a espécie de sensações ou sentimentos, nem sequer no facto de as minhas ideias me abandonarem; é sobretudo quando um pensamento aflora à minha consciência e me incomoda e me irrita e me desespera…

JÁ NÃO EXISTE MAIS ESFORÇO…

APENAS A CONSCIÊNCIA DO MEU CANSAÇO…

respirar

06/04/2008

 

Ponho as MÃOS à volta da garganta.

Sinto-me VIBRAR!

É como se estivesse a MUDAR de forma…

Devagar, devagarinho…

Falta-me o AR, falta-me a LUZ !

Afasto as mãos e SINTO o regressar da minha reserva de oxigénio,

por forma a poder RESPIRAR…

IMPULSO

05/04/2008

 

 

 

 

 

 

               SOU UMA DESASTRADA !

               FOI SEM QUERER…

               É SEMPRE SEM QUERER !

TEVE DE SER ASSIM…

NÃO ME LARGAVA AQUELA ESTÚPIDA CULPA DE QUALQUER COISA QUE NÃO ESTAVA CERTA !

AQUELA DOR QUE ME TOLHIA… E ME MAGOAVA TANTO !

RASGUEI A PÁGINA

E ESTOU CHEIA DE REMORSOS…

SÓ DE OLHAR

05/04/2008

        

 

                                                     

 

 

 

 

 

                            PAPOILAS

                    MUITO ENCARNADAS

                    MUITO ENCARNADAS

                ESTREMECEM-ME OS OLHOS

                SÓ DE OLHAR PARA ELAS… TÃO BELAS !

                FICO ASSIM… COMO TONTA

ARRANCO UMA FOLHA, AQUI DESTA PAPOILA,

E MARCO A PÁGINA DO LIVRO

QUE TENHO AQUI NAS MÃOS…

vazio

02/04/2008

                                                                      266023914_79f75a84e0_m1.jpg

                              Bocejei, espreguicei-me e deitei-me de lado.

                              Finalmente as palavras saíram num murmúrio.

                              Não, não as vou repetir!

                              Não há nada para desenterrar.

                              Mesmo que eu quisesse, não há nada…

ventos

30/03/2008

                                                    94281449_4e24091238_m1.jpg

                                                      INSPIRO…    EXPIRO…

        Sinto tristeza de não conseguir chegar à palavra!

        Desperto a minha memória genética.

        Levanto a cabeça

                            E sorvo o vento…

Á deriva

30/03/2008

1491349427_77105ebad4_m1.jpg 

Ando à deriva, esquadrinhando por entre a multidão.

Rostos que não sorriem nem me olham nos olhos!

Eu vivo numa outra dimensão…

Tenho o cérebro absurdamente congestionado…

FUJO DE MIM !

Torno-me invisível, por isso, intocável.

Escorrego para dentro de mim,

E perco-me dentro de mim…

Não me reconheço!

morrer?

28/03/2008

 510817191_067cb1c403_m1.jpg

Ocorre-me que morrer é partir com a velocidade de um relãmpago na escuridão, em direcção a nenhures…

Um espaço INFINITO !

Assusta-me ter ocupado tanto tempo da minha vida com porcarias em vez de dar espaço a coisas muito mais importantes!

Assusta-me que agora pense tanto na MORTE……

                                              

PLUIE

23/03/2008

1845753001_f77e932f0f_m1.jpg

La pluie dit comme un buit:  chchhhhhhhhhh…………….

Je l´entends quand elle descend.

C´est Dieu qui nous dit de ne pas faire de bruit!

Moi, je crois que ce sont les fées qui dansent sur le toit!